Perder peso está ligado às emoções 

Perder peso está ligado às emoções 

Veja que comer emocionalmente interfere no objetivo de seguir firme na dieta e perder peso indesejado 

Perder peso é tudo que queremos. Para isso, escolhemos um bom plano de alimentação, aprendemos os princípios da dieta, nos comprometemos com as estratégias, comemos de acordo com a programação e atingimos a meta de perder peso. Esse deveria ser o fim da história. Mas, para mais de 99% das pessoas, a história não termina assim. 

Diariamente, recebemos pressão adicional do trabalho, temos uma briga em casa, nosso filho passa por uma fase ruim. Qualquer um milhão de cenários possíveis que acontecem causam estresse adicional em nossas vidas e nos leva a buscar uma barra de chocolate.   Isso não ajuda a perder peso. Na verdade, antes de percebermos, recuperamos os 5 kg que perdemos e outros 2 kg vieram juntar-se a eles. 

Esse é o chamado efeito ioiô que a alimentação emocional pode ter nas nossas tentativas de perder de peso. Todo mundo passa por estresse em suas vidas, problemas para resolver e emoções negativas para lidar, mas nem todo mundo come em resposta a esses aspectos comuns da condição humana na era moderna. Comer emocionalmente é a forma que aprendemos para lidar com emoções desagradáveis. E, como tal, pode ser desaprendido.

O que significa comer emocionalmente 

A definição mais adequada é comer para controlar suas emoções e fazer isso em conflito com suas verdadeiras intenções. Se a sua intenção é se divertir em uma festa sem levar em conta seu peso ou saúde, você come e bebe no conteúdo do seu coração, não é uma alimentação emocional. Por outro lado, se você quer perder peso, ou tem um problema de saúde e já sabe que isso está relacionado com o que você come. Se quer melhorar sua saúde ingerindo alimentos saudáveis, mas, mesmo assim, continua comendo aqueles alimentos que reconhece não serem bons pelo fato de estar entediado ou triste, isso é uma alimentação emocional que vai te impedir de perder peso. 

Quando as pessoas comem por razões emocionais, muitas vezes descrevem sentimento de impotência, tanto em relação à sua forma de comer quanto em relação às suas vidas. Embora o sentimento seja completamente incorreto e falso, as pessoas vão acreditar nele a ponto de pensarem que comendo são capazes de se sentirem livres. Há uma forte sensação de compulsão para comer certos alimentos porque o sentimento de impotência é próximo da percepção de pânico. 

Comer não resolve problemas 

No entanto, o uso de alimentos como solução é temporário e ilusório. Não ajuda você a lidar com nenhum dos problemas da vida e ainda impede de perder peso. Na realidade, estamos usando alimentos para evitar ter que lidar com os esses problemas. Ficamos viciados em um atalho para nos sentirmos melhor através dos alimentos da mesma forma que um alcoólatra ou drogado tenta se sentir melhor com álcool, drogas ou tabagismo. 

O problema é que a população está sob níveis crescentes de estresse em relação à complexidade da vida moderna e, portanto, vemos níveis crescentes de obesidade e doenças relacionadas a alimentos. Portanto, precisamos encontrar uma maneira de quebrar o hábito de usar a comida para ter sensação de estar melhor e aprender novas formas de lidar com os problemas da vida. 

E precisamos aprender a resolver um problema, dividi-lo em suas partes e depois encontrar uma solução bem-sucedida. Para fazer isso, às vezes pode ajudar conversar com outras – pessoas, familiares ou mesmo profissionais.  Falar pode nos ajudar a colocar em palavras os e problemas, organizar os  pensamentos e (o mais importante) a chegar a algumas conclusões sobre a situação. 

Sempre haverá solavancos na estrada da vida. Mas se pudermos desenvolver a sensação de que somos o agente de nossa própria caminhada, e que, se algo acontecer, podemos cuidar disso, não haverá necessidade de recorrer à alimentação como método de lidar com ela. 

Para aqueles que se sentem não qualificados nessa área, usar os serviços de um terapeuta ou coach de saúde pode ajudar a navegar nos problemas com alimentação emocional em vez de deixar as emoções controlarem o peso, a saúde e a vida.

O coaching de saúde é um processo que facilita mudanças de comportamento saudáveis ​​e sustentáveis, desafiando um cliente a desenvolver sua sabedoria interna, identificar seus valores e transformar seus objetivos em ação. Esse processo pode ser tremendamente valioso para lidar com o consumo emocional de alimentos.
 

Deixe uma resposta